sábado, 20 de fevereiro de 2016

Resenha literária | Mar da tranquilidade de Katja Millay



Oiii gente!! Faz um bom tempo que não posto nada aqui no blog. Motivos: Sem tempo, fiquei quase um mês sem internet, mudança de casa e outras coisas mais. Gostaria muito de agradecer muitos aos blogs, que por esse tempo indicou o blog para várias tags legais. E prometo que assim que eu tiver como, vou responder cada uma.



Agora sem mais demorasss... Apresento a vocês Mar da tranquilidade...




ISBN: 9788580413250
Tradução: Carolina Alfaro
Ano: 2014
Páginas: 368
Editora: Arqueiro






Sinopse: Nastya Kashnikov foi privada daquilo que mais amava e perdeu sua voz e a própria identidade. Agora, dois anos e meio depois, ela se muda para outra cidade, determinada a manter seu passado em segredo e a não deixar ninguém se aproximar. Mas seus planos vão por água abaixo quando encontra um garoto que parece tão antissocial quanto ela. É como se Josh Bennett tivesse um campo de força ao seu redor. Ninguém se aproxima dele, e isso faz com que Nastya fique intrigada, inexplicavelmente atraída por ele. A história de Josh não é segredo para ninguém. Todas as pessoas que ele amou foram arrancadas prematuramente de sua vida. Agora, aos 17 anos, não restou ninguém. Quando o seu nome é sinônimo de morte, é natural que todos o deixem em paz. Todos menos seu melhor amigo e Nastya, que aos poucos vai se introduzindo em todos os aspectos de sua vida. À medida que a inegável atração entre os dois fica mais forte, Josh começa a questionar se algum dia descobrirá os segredos que Nastya esconde – ou se é
isso mesmo que ele quer.


Mar da tranquilidade é o primeiro livro da escritora Katja Millay. Conheci esse livro, quando eu fui à loja Americanas, só para dá uma “olhada” nos livros. Assim que vi o livro, que a afinal estava de R$ 9,90, fiquei com um pouco de receio de comprar. Já que eu não conhecia ninguém que já havia lido.
Confesso para vocês, que em nenhum momento me arrependi dessa compra. 

Como já diz a sinopse o livro conta a história de Nastya (o nome russo e um pouco estranho) que com 15 anos perdeu a sua voz. Já daí o livro começa um mistério e desperta ao leitor o porquê ela perdeu a voz. Além disso, a Nastya considerava uma garota que era diferente de todas as outras garotas da sua idade, por já ter enfrentado a morte e procurava sempre manter distância de todos. Agora, com 17 anos, ela continua não falando com ninguém, e se muda de cidade e vai morar junto com sua tia. Nova cidade, nova escola. Mas não uma nova vida, ou novos amigos. Ela não quer nada disso. Tudo o que ela quer é manter seu passado para trás, atrás das roupas curtas e pretas, e da maquiagem escura que esconde seu rosto. Ela não quer ter amigos, não quer que ninguém se aproxime dela, não quer que ninguém goste ou se apaixone por ela.


Em outro lugar, mas não tão distante da Nastya, vive o Josh. Também com 17 anos, é um rapaz independente e emancipado, que vive só depois de ter perdido todas as pessoas que amava e o amavam. Cada uma, ao longo dos anos, lhe foi arrancadas de sua vida sem que ele tivesse chance alguma, sem que ele tivesse a oportunidade de ter uma família e que tudo fosse diferente. Só, ele parece ter um campo de força que o envolve na escola e todos parecem ter medo ou respeitá-lo e não se aproximam. O único que continua ali, sendo seu amigo, é Drew o cara mais sacana da escola. Ele tem a fama de ser galinha e de quebrar corações, e não está nem aí para isso. Seu humor é contagiante e viciante, e ele alegra qualquer ambiente, mesmo sendo um idiota. O que faz qualquer perguntar, o motivo de Josh e Drew serem grandes amigos. 


Nastya tenta fingir que não vê Josh ali, todo enigmático e atraente. Mas para ela é impossível não se sentir curiosa a cerca dele, e a cada dia que passa na escola ela começa a reparar em suas atitudes e em como ele parece esconder muito mais do que mostra na superfície. Josh também se sente igualmente curioso com relação à Nastya e sua mudez, assim como sua personalidade fria e distante, escondida por maquiagem e roupas escuras.  Além de gostar de fazer corridas para tirar tudo o que tem em sua mente. Até o dia em que Nastya aparece em sua casa, na porta de sua garagem - onde ele constrói móveis de madeira -, sem maquiagem e sem as roupas escuras.  Precisando de uma ajuda, pois está perdida e não sabe onde está.



Cada capítulo do livro se alterna em um a Nastya que narra e o outro é a Josh. Algo que eu achei bem legal...assim podemos conhecer direito a história. E, como já era de se esperar, não são perfeitos. Mar da Tranquilidade não fala de um amor lindo e perfeito, com duas pessoas perfeitas e uma história perfeita. Não! Fala de duas pessoas que precisam de salvação, mas não podem ser salvas pelo outro e sim por si mesmas. Fala de escolhas, das boas e das ruins. Mostra que certas escolhas podem mudar completamente, a vida de outras. Mostra o quanto nós, temos a terrível mania de julgar muitos por sua aparência.





Bem, vou parando por aqui ou se não eu acabo me empolgando demaisssss kkkkkkk
Mas sem dúvidas o livro Mar da tranquilidade, me cativou bastante. E me prendeu do inicio ao fim (mesmo eu ter lido o livro em dois dias). Terminei com um sorriso bobo no rosto, e com uma vontade doida de ler mais obras da Katja Millay. Simplesmente me apaixonei por essa história.



 Espero que vocês tenham gostado da resenha. E assim que puderem, LEIAM ESSE LIVRO! POR FAVORR!! Tenho certeza que vocês vão gostar.

Beijocas!!



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oiii... obrigada pela sua visita ^^
Espero que tenham gostado do blog :D
Caso encontrou algum erro ortográfico avise que vai ser corrigido.
Volte mais vezes *_*

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...